Aprimoramento em cirurgia minimamente invasiva

15 Avaliações
5/5
Sobre o Curso

Atualmente existe uma franca expansão de procedimentos minimamente invasivos.

As cirurgias laparoscópicas são consideradas a via de escolha para a maioria dos procedimentos cirúrgicos. Pacientes optam por este tipo de procedimento pois são menos invasivos, mais seguros e de pós-operatório mais rápido. Existem projetos governamentais para a implementação dessa técnica nos setores públicos da saúde.

O curso de Aprimoramento em Cirurgia Minimamente Invasiva segue modelo similar ao curso de pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva IJP /Scolla que é pioneiro no país e está treinando hoje sua décima sétima turma. Consolidado como um dos melhores cursos de pós-graduação e treinamento em CMMI no Brasil e América Latina prioriza a excelência na educação, o aprimoramento da técnica cirúrgica e traz aos alunos todas as inovações da área.

Objetivo e Qualificação

O participante será capaz de realizar e dominar as técnicas de cirurgia por videolaparoscopia, realizar procedimentos de pequena, média e alta complexidade nesta área, se desenvolver como profissional responsável no uso de novas tecnologias e ser reconhecido no mercado conforme desenvolvimento de habilidades específicas.
• Capacitar o profissional médico a aplicar a cirurgia minimamente invasiva em sua especialidade.
• Treinar cirurgiões, com noções básicas em CMMI, em procedimentos mais complexos.
• O aluno será exaustivamente exposto a cirurgia minimamente invasiva segura e de alto rigor técnico.
• Ensinar as técnicas, princípios e novas tecnologias para capacitar o aluno frente ao mercado de trabalho atual

Diferenciais

• O profissional realizará cirurgias por técnicas menos invasivas
• O profissional poderá aplicar a cirurgia minimamente invasiva em sua especialidade.
• O profissional poderá refinar sua técnica cirúrgica minimamente invasiva e praticá-la com mais segurança e domínio.

Público-alvo

• Formação: Medicina (necessária residência médica em cirurgia geral ou em cirurgia do aparelho digestivo)
• Atuação: Médicos-cirurgiões e residentes das áreas de cirurgia geral, cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia pediátrica, cirurgia oncológica e cirurgia colorretal.

Coordenação

Marcelo Loureiro

Marcelo Loureiro

Formado em medicina pela UFPR, tem residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Nossa Senhora das Graças de Curitiba. Especialização em Cirurgia Laparoscópica na Universidade de Bordeaux, França. Mestrado pela FEMPAR, doutorado em Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo. Em 2015 realizou Pós-Doutorado na Universidade de Montpellier na França. É professor do Mestrado em Biotecnologia da Universidade Positivo e coordena o curso de Pós-graduação de Cirurgia Minimamente Invasiva há 17 anos.

Corpo Docente

Andre Brandalise

Formado pela Faculdade de Medicina da USP, mestrado em cirurgia do aparelho digestivo na Faculdade de Medicina da USP e doutorado em ciências da cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.

Atual Presidente do capítulo São Paulo da Sociedade Brasilieira de Cirurgia Videolaparoscópica e Robótica

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Fellow do American College of Surgeons

Membro Titular e atual Co-Diretor do Comitê da Web da International Society for Diseases of the Esophagus (ISDE)

Membro Titular da Society of American Gastrointestinal and Endoscopic Surgeons (SAGES)

Daniellson Dimbarre

Formado em medicina pela UFPR

Residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Gastroenterológica no Hospital de Clínicas

Mestre em Cirurgia pela UFPR
Especialista em Cirurgia Bariátrica pela SBCBM 
Pós-Graduação em Endoscopia Terapêutica pelo Hospital Sírio Libanês
Chefe do Serviço de Endoscopia do Hospital INC
Membro titular da SBCBM e da SOBED
Professor e Coordenador da Pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva do IJP e UP.

Guilherme Gomes

Formado em medicida na UFPR.
Residência médica em Clínica Cirúrgica pelo Hospital Nossa Senhora das Graças de Curitiba
Residência médica em Endoscopia pelo Hospital Universitário USP.
Mestrado e Doutorado pelo Departamento de Clínica Cirúrgica do Hospital de Clínicas da UFPR.
Chefe do Setor de Endoscopia do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG).
Coordenador do Curso de pós-graduação em Endoscopia Digestiva Avançada em parceria com o IJP.

Gustavo Becker

Graduado em Medicina pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI

Residência em Cirurgia Geral no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, Itajaí-SC

Residência em Coloproctologia no Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre

Pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva no Insttituto de Pesquisa Jacques Perissat

Mestrando em Biotecnologia Industrial com enfoque em Educação Cirurgica na Cirurgia Minimamente Invasiva pela Universidade Positivo

Doutorando em Oncologia A.C. Camargo.

Professor do curso de Medicina do departamento de Clínica Cirurgica da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI).

Preceptor da Residência de Cirurgia Geral do Hospital e Maternidade Marieta Konder Borhausen. 

Eduardo Bonin

Mestre em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná 

Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Ex-pesquisador da Mayo Clinic (EUA) com atuação em Endoscopia Avançada
Especialização em Gastroenterologia e Ecoendoscopia pela Universidade de Aix-Marseille (FRA)
Formação clínica e acadêmica em cirurgia digestiva, gastroenterologia e endoscopia digestiva

Leandro Totti

Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

 Especilaização em Cirurgia Geral no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mestrado em Medicina: Cirurgia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorado em Medicina: Cirurgia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Pós-Doutorado em NOTES (Natural Orifice Translumenal Endoscopic Surgery – Cirurgia Endoscópica por Orifícios Naturais) e Cirurgia Minimamente Invasiva no Institute for Surgery and Innovation da Case Western Reserve University – University Hospitals at Case Medical Center, Estados Unidos 

Professor Adjunto Nível II, do Departamento de Cirurgia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS

Saturnino Neto

Graduado em Medicina pela Fundação Educacional Serra dos Órgãos – Teresópolis – RJ;

Residência em Cirurgia Geral no Hospital São José do Avaí RJ- Referência nacional em Laparoscopia Avançada;

Especialista em Cirurgia Geral pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia (CBC).

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia do Aparelho Digestivo (CBCD).
Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (Sobracil).

Cirurgião do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar do Paraná (QOS).

Bolsista do Hospital Universitário Nacional de Seul (SNUH- Seul, Coréia do Sul) em Tratamento do Câncer Gástrico.

Cirurgião dos hospitais: Policia Militar, Marcelino Champagnat, Pilar.  

 

Diogo Falcão

Cirurgião Geral

Graduação em Medicina pela Universidade Positivo

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital da Cruz Vermelha do Paraná

Pós-Graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva pelo Instituto Jacques perissat/UP

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica- SOBRACIL

Professor do Curso de Pós-Graduação de Cirurgia Minimamente Invasiva pelo Instituto Jacques perissat/UP

Membro da Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal

Vice-presidente do Capítulo Paraná da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica – SOBRACIL

 

Módulo 1 – Introdução à laparoscopia e novos acessos & Trato digestivo alto  
Por que aprender cirurgia laparoscópica?           

Ergonomia e videocirurgia: como operar melhor e por mais tempo?       
Técnicas de acessos e trocarters: como evitar complicações?     
Treinamento em cirurgia laparoscópica
Cirurgia segura: nada é mais importante             
Alterações relacionadas ao pneumoperitônio que todo cirurgião deve saber      
O que eu preciso saber sobre grampeadores      
Futuro da cirurgia minimamente invasiva, na era da cirurgia 4.0: robótica, telemedicina, novas tecnologias
Eletrocirurgia: Por que é tão importante              
Quando indicar e contraindicar a cirurgia de refluxo      
Fundoplicatura passo a passo    
Acalasia: Papel do cirurgião no tratamento         
Tratamento cirúrgico de GISTs gástricos              
Esofagectomia laparoscópica: indicações e técnicas                      
Gastrectomia laparoscópica: indicações e técnica

Módulo 2 – Fígado, pâncreas e vias biliares & Emergências abdominais              
Colecistectomia Lap em situações especiais – dicas e truques     

Lesão de vias biliares – diagnóstico e manejo     
Exploração de via biliar minimamente invasive  
Anastomose biliodigestiva laparoscópica – sistematização técnica          
Hepatectomia minimamente invasiva – indicações e resultados
Segmentectomia lateral esquerda – sistematização técnica        
Pancreatectomia corpo-caudal minimamente invasiva – sistematização técnica
Apendicectomia              
Laparoscopia no trauma             
Esplenectomia laparoscópica    
Preparo das pacientes para emergências ginecológicas 
Gestação ectópica         
Cisto hemorrágico          
Endometriose como diagnóstico diferencial de abdome agudo

Módulo 3 – Hérnias da parede abdominal & Obesidade e cirurgia metabólica  
Hérnia inguinal laparoscópica – indicação e seleção de paciente              
Anatomia aplicada à cirurgia de hérnia inguina  
Técnica totalmente extra-peritoneal (TEP) – Técnica      
Cirurgia robótica na parede abdominal: técnicas atuais 
Hérnias ventrais – abordagem cirúrgica
Update no tratamento das hérnias umbilicais/epigástricas          
Como escolher o procedimento bariatrico adequado para cada paciente
Aspectos técnicos do Sleeve
Aspectos técnicos do Bypass gástrico
Colelitíase e cirurgia bariátrica – Diretrizes da SBCBM
O papel da endoscopia bariátrica
Complicações pós-operatórias – prevenção e tratamento
Cirurgia revisional para Bypass gástrico
Cirurgia metabólica – estudos atuais
Importância do termo de Consentimento livre e esclarecido em cirurgia bariátrica

Módulo 4 – Cirurgia colorretal & Cirurgia torácica          
Porque e como eu devo aprender Cirurgia Minimamente Invasiva Colorretal     
Diretrizes para cuidados perioperatórios em cirurgia colorretal eletiva: ERAS     
Como evitar complicações em cirurgia colorretal laparoscópica? Qual paciente começar e quando evitar?
Colectomia esquerda laparoscópica: técnica passo a passo         
Que tipo de lesão de reto é mais endoscopista e menos cirurgião?         
Colectomia direita laparoscópica: técnica passo a passo
Dicas e truques para excisão total do mesorreto e amputação do reto por laparoscopia
Cirurgia Colorretal Minimamente Invasiva na doença benigna: Endometriose     
Cirurgia Colorretal Minimamente Invasiva na doença benigna: Doença diverticular
Videotoracoscopia generalidades

VATS no câncer torácico             
VATS para correção de defeitos de parede          
Diagnóstico e tratamento do pneumotórax                       
VATS Derrame Pleural   
Fechamento da parede torácica              
VATS no trauma torácico

Módulo 5 – Estágio presencial supervisionado – obrigatório      
Estágio obrigatório em centros cirúrgicos de hospitais de Curitiba, acompanhando as atividades clínicas e cirúrgicas do corpo docente do curso, no período de uma semana, conforme escala previamente definida.

Metodologia

O treinamento é teórico e prático para conhecimento do funcionamento e componentes da plataforma tecnológica a ser utilizada em cirurgia.

Toda a capacitação presencial envolverá a utilização de:

  •  Centro de simulação e na sala cirúrgica, focando no funcionamento habitual e na resolução de problemas.
  • Treinamento pré-clínico complementar que envolverá o desenvolvimento de habilidades motoras baseadas em simulação das técnicas cirúrgicas foco do treinamento.
  • As técnicas cirúrgicas terão ainda a conjugação da observação de casos de Cirurgia, criando para o aluno, a vivência como auxiliar em procedimentos, bem como a realização de procedimentos em treinamento e sob tutoria.

Todos estes passos serão acompanhados por cirurgião preceptor, com ampla experiência prática e consolidado saber na área técnica em treinamento.

As aulas acontecerão da seguinte forma:

  • Aulas teóricas EAD ministradas por profissionais referências na área, apresentação de cirurgias ao vivo com discussão de casos clínicos.
  • Treinamento prático em modelos vivos e inanimados.
  • Estágio observacional, que proporciona experiência com rotina real do serviço em Cirurgia Minimamente Invasiva.

Clique na imagem para ampliar

  • 4 módulos de 70 horas cada = 280 horas de curso + 80 horas de estágio realizado junto ao time de coordenação.
  • Das 70 horas de cada módulo:
    • 30 horas são presenciais (um dia de cirurgias ao vivo + dois dias de práticas hands-on)
    • 40 horas são online (30 horas de aulas gravadas/ao vivo + 10 horas de atividades complementares
Local

As aulas presenciais serão realizadas na Scolla em Campo Largo/PR (região metropolitana de Curitiba), as aulas teóricas serão realizadas em formato EAD e o estágio supevisionado será realizado em hospitais de Curitiba.

Processo seletivo

Confira Edital Processo Seletivo Acesse aqui!

Confira o resultado do processo seletivo Acesse aqui!

Sobre o Curso

Atualmente existe uma franca expansão de procedimentos minimamente invasivos.

As cirurgias laparoscópicas são consideradas a via de escolha para a maioria dos procedimentos cirúrgicos. Pacientes optam por este tipo de procedimento pois são menos invasivos, mais seguros e de pós-operatório mais rápido. Existem projetos governamentais para a implementação dessa técnica nos setores públicos da saúde.

O curso de Aprimoramento em Cirurgia Minimamente Invasiva segue modelo similar ao curso de pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva IJP /Scolla que é pioneiro no país e está treinando hoje sua décima sétima turma. Consolidado como um dos melhores cursos de pós-graduação e treinamento em CMMI no Brasil e América Latina prioriza a excelência na educação, o aprimoramento da técnica cirúrgica e traz aos alunos todas as inovações da área.

Objetivo e Qualificação

O participante será capaz de realizar e dominar as técnicas de cirurgia por videolaparoscopia, realizar procedimentos de pequena, média e alta complexidade nesta área, se desenvolver como profissional responsável no uso de novas tecnologias e ser reconhecido no mercado conforme desenvolvimento de habilidades específicas.
• Capacitar o profissional médico a aplicar a cirurgia minimamente invasiva em sua especialidade.
• Treinar cirurgiões, com noções básicas em CMMI, em procedimentos mais complexos.
• O aluno será exaustivamente exposto a cirurgia minimamente invasiva segura e de alto rigor técnico.
• Ensinar as técnicas, princípios e novas tecnologias para capacitar o aluno frente ao mercado de trabalho atual

Diferenciais

• O profissional realizará cirurgias por técnicas menos invasivas
• O profissional poderá aplicar a cirurgia minimamente invasiva em sua especialidade.
• O profissional poderá refinar sua técnica cirúrgica minimamente invasiva e praticá-la com mais segurança e domínio.

Público-alvo

• Formação: Medicina (necessária residência médica em cirurgia geral ou em cirurgia do aparelho digestivo)
• Atuação: Médicos-cirurgiões e residentes das áreas de cirurgia geral, cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia pediátrica, cirurgia oncológica e cirurgia colorretal.

Coordenação

Marcelo Loureiro

Marcelo Loureiro

Formado em medicina pela UFPR, tem residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Nossa Senhora das Graças de Curitiba. Especialização em Cirurgia Laparoscópica na Universidade de Bordeaux, França. Mestrado pela FEMPAR, doutorado em Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo. Em 2015 realizou Pós-Doutorado na Universidade de Montpellier na França. É professor do Mestrado em Biotecnologia da Universidade Positivo e coordena o curso de Pós-graduação de Cirurgia Minimamente Invasiva há 17 anos.

Corpo Docente

Andre Brandalise

Formado pela Faculdade de Medicina da USP, mestrado em cirurgia do aparelho digestivo na Faculdade de Medicina da USP e doutorado em ciências da cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP.

Atual Presidente do capítulo São Paulo da Sociedade Brasilieira de Cirurgia Videolaparoscópica e Robótica

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Fellow do American College of Surgeons

Membro Titular e atual Co-Diretor do Comitê da Web da International Society for Diseases of the Esophagus (ISDE)

Membro Titular da Society of American Gastrointestinal and Endoscopic Surgeons (SAGES)

Daniellson Dimbarre

Formado em medicina pela UFPR

Residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Gastroenterológica no Hospital de Clínicas

Mestre em Cirurgia pela UFPR
Especialista em Cirurgia Bariátrica pela SBCBM 
Pós-Graduação em Endoscopia Terapêutica pelo Hospital Sírio Libanês
Chefe do Serviço de Endoscopia do Hospital INC
Membro titular da SBCBM e da SOBED
Professor e Coordenador da Pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva do IJP e UP.

Guilherme Gomes

Formado em medicida na UFPR.
Residência médica em Clínica Cirúrgica pelo Hospital Nossa Senhora das Graças de Curitiba
Residência médica em Endoscopia pelo Hospital Universitário USP.
Mestrado e Doutorado pelo Departamento de Clínica Cirúrgica do Hospital de Clínicas da UFPR.
Chefe do Setor de Endoscopia do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG).
Coordenador do Curso de pós-graduação em Endoscopia Digestiva Avançada em parceria com o IJP.

Gustavo Becker

Graduado em Medicina pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI

Residência em Cirurgia Geral no Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, Itajaí-SC

Residência em Coloproctologia no Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre

Pós-graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva no Insttituto de Pesquisa Jacques Perissat

Mestrando em Biotecnologia Industrial com enfoque em Educação Cirurgica na Cirurgia Minimamente Invasiva pela Universidade Positivo

Doutorando em Oncologia A.C. Camargo.

Professor do curso de Medicina do departamento de Clínica Cirurgica da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI).

Preceptor da Residência de Cirurgia Geral do Hospital e Maternidade Marieta Konder Borhausen. 

Eduardo Bonin

Mestre em Clínica Cirúrgica pela Universidade Federal do Paraná 

Doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Ex-pesquisador da Mayo Clinic (EUA) com atuação em Endoscopia Avançada
Especialização em Gastroenterologia e Ecoendoscopia pela Universidade de Aix-Marseille (FRA)
Formação clínica e acadêmica em cirurgia digestiva, gastroenterologia e endoscopia digestiva

Leandro Totti

Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

 Especilaização em Cirurgia Geral no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mestrado em Medicina: Cirurgia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorado em Medicina: Cirurgia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Pós-Doutorado em NOTES (Natural Orifice Translumenal Endoscopic Surgery – Cirurgia Endoscópica por Orifícios Naturais) e Cirurgia Minimamente Invasiva no Institute for Surgery and Innovation da Case Western Reserve University – University Hospitals at Case Medical Center, Estados Unidos 

Professor Adjunto Nível II, do Departamento de Cirurgia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS

Saturnino Neto

Graduado em Medicina pela Fundação Educacional Serra dos Órgãos – Teresópolis – RJ;

Residência em Cirurgia Geral no Hospital São José do Avaí RJ- Referência nacional em Laparoscopia Avançada;

Especialista em Cirurgia Geral pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia (CBC).

Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia do Aparelho Digestivo (CBCD).
Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (Sobracil).

Cirurgião do Quadro de Oficiais de Saúde da Polícia Militar do Paraná (QOS).

Bolsista do Hospital Universitário Nacional de Seul (SNUH- Seul, Coréia do Sul) em Tratamento do Câncer Gástrico.

Cirurgião dos hospitais: Policia Militar, Marcelino Champagnat, Pilar.  

 

Diogo Falcão

Cirurgião Geral

Graduação em Medicina pela Universidade Positivo

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital da Cruz Vermelha do Paraná

Pós-Graduação em Cirurgia Minimamente Invasiva pelo Instituto Jacques perissat/UP

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica- SOBRACIL

Professor do Curso de Pós-Graduação de Cirurgia Minimamente Invasiva pelo Instituto Jacques perissat/UP

Membro da Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal

Vice-presidente do Capítulo Paraná da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica – SOBRACIL

 

Módulo 1 – Introdução à laparoscopia e novos acessos & Trato digestivo alto  
Por que aprender cirurgia laparoscópica?           

Ergonomia e videocirurgia: como operar melhor e por mais tempo?       
Técnicas de acessos e trocarters: como evitar complicações?     
Treinamento em cirurgia laparoscópica
Cirurgia segura: nada é mais importante             
Alterações relacionadas ao pneumoperitônio que todo cirurgião deve saber      
O que eu preciso saber sobre grampeadores      
Futuro da cirurgia minimamente invasiva, na era da cirurgia 4.0: robótica, telemedicina, novas tecnologias
Eletrocirurgia: Por que é tão importante              
Quando indicar e contraindicar a cirurgia de refluxo      
Fundoplicatura passo a passo    
Acalasia: Papel do cirurgião no tratamento         
Tratamento cirúrgico de GISTs gástricos              
Esofagectomia laparoscópica: indicações e técnicas                      
Gastrectomia laparoscópica: indicações e técnica

Módulo 2 – Fígado, pâncreas e vias biliares & Emergências abdominais              
Colecistectomia Lap em situações especiais – dicas e truques     

Lesão de vias biliares – diagnóstico e manejo     
Exploração de via biliar minimamente invasive  
Anastomose biliodigestiva laparoscópica – sistematização técnica          
Hepatectomia minimamente invasiva – indicações e resultados
Segmentectomia lateral esquerda – sistematização técnica        
Pancreatectomia corpo-caudal minimamente invasiva – sistematização técnica
Apendicectomia              
Laparoscopia no trauma             
Esplenectomia laparoscópica    
Preparo das pacientes para emergências ginecológicas 
Gestação ectópica         
Cisto hemorrágico          
Endometriose como diagnóstico diferencial de abdome agudo

Módulo 3 – Hérnias da parede abdominal & Obesidade e cirurgia metabólica  
Hérnia inguinal laparoscópica – indicação e seleção de paciente              
Anatomia aplicada à cirurgia de hérnia inguina  
Técnica totalmente extra-peritoneal (TEP) – Técnica      
Cirurgia robótica na parede abdominal: técnicas atuais 
Hérnias ventrais – abordagem cirúrgica
Update no tratamento das hérnias umbilicais/epigástricas          
Como escolher o procedimento bariatrico adequado para cada paciente
Aspectos técnicos do Sleeve
Aspectos técnicos do Bypass gástrico
Colelitíase e cirurgia bariátrica – Diretrizes da SBCBM
O papel da endoscopia bariátrica
Complicações pós-operatórias – prevenção e tratamento
Cirurgia revisional para Bypass gástrico
Cirurgia metabólica – estudos atuais
Importância do termo de Consentimento livre e esclarecido em cirurgia bariátrica

Módulo 4 – Cirurgia colorretal & Cirurgia torácica          
Porque e como eu devo aprender Cirurgia Minimamente Invasiva Colorretal     
Diretrizes para cuidados perioperatórios em cirurgia colorretal eletiva: ERAS     
Como evitar complicações em cirurgia colorretal laparoscópica? Qual paciente começar e quando evitar?
Colectomia esquerda laparoscópica: técnica passo a passo         
Que tipo de lesão de reto é mais endoscopista e menos cirurgião?         
Colectomia direita laparoscópica: técnica passo a passo
Dicas e truques para excisão total do mesorreto e amputação do reto por laparoscopia
Cirurgia Colorretal Minimamente Invasiva na doença benigna: Endometriose     
Cirurgia Colorretal Minimamente Invasiva na doença benigna: Doença diverticular
Videotoracoscopia generalidades

VATS no câncer torácico             
VATS para correção de defeitos de parede          
Diagnóstico e tratamento do pneumotórax                       
VATS Derrame Pleural   
Fechamento da parede torácica              
VATS no trauma torácico

Módulo 5 – Estágio presencial supervisionado – obrigatório      
Estágio obrigatório em centros cirúrgicos de hospitais de Curitiba, acompanhando as atividades clínicas e cirúrgicas do corpo docente do curso, no período de uma semana, conforme escala previamente definida.

Metodologia

O treinamento é teórico e prático para conhecimento do funcionamento e componentes da plataforma tecnológica a ser utilizada em cirurgia.

Toda a capacitação presencial envolverá a utilização de:

  •  Centro de simulação e na sala cirúrgica, focando no funcionamento habitual e na resolução de problemas.
  • Treinamento pré-clínico complementar que envolverá o desenvolvimento de habilidades motoras baseadas em simulação das técnicas cirúrgicas foco do treinamento.
  • As técnicas cirúrgicas terão ainda a conjugação da observação de casos de Cirurgia, criando para o aluno, a vivência como auxiliar em procedimentos, bem como a realização de procedimentos em treinamento e sob tutoria.

Todos estes passos serão acompanhados por cirurgião preceptor, com ampla experiência prática e consolidado saber na área técnica em treinamento.

As aulas acontecerão da seguinte forma:

  • Aulas teóricas EAD ministradas por profissionais referências na área, apresentação de cirurgias ao vivo com discussão de casos clínicos.
  • Treinamento prático em modelos vivos e inanimados.
  • Estágio observacional, que proporciona experiência com rotina real do serviço em Cirurgia Minimamente Invasiva.

Clique na imagem para ampliar

  • 4 módulos de 70 horas cada = 280 horas de curso + 80 horas de estágio realizado junto ao time de coordenação.
  • Das 70 horas de cada módulo:
    • 30 horas são presenciais (um dia de cirurgias ao vivo + dois dias de práticas hands-on)
    • 40 horas são online (30 horas de aulas gravadas/ao vivo + 10 horas de atividades complementares
Local

As aulas presenciais serão realizadas na Scolla em Campo Largo/PR (região metropolitana de Curitiba), as aulas teóricas serão realizadas em formato EAD e o estágio supevisionado será realizado em hospitais de Curitiba.

Processo seletivo

Confira Edital Processo Seletivo Acesse aqui!

Confira o resultado do processo seletivo Acesse aqui!

Realizar Matrícula

Finalizar Matrícula

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?